Feitiço

Origem da palavra feitio

Feitiço, derivado do latim facticius ("artificial, não-natural"), é um vocábulo muito antigo em nosso idioma, sendo registrado já no séc. 15. Inicialmente significava "postiço, artificial": chave feitiça era uma chave falsa, e briga feitiça era apenas de faz-de-conta. Logo, no entanto, assumiu o seu significado atual de "malefício de feiticeiro; bruxaria". Com o avanço português pela costa da África, os nativos adotaram o termo, modificando-lhe a pronúncia para /fetixu/; os franceses, que foram conhecer ali o vocábulo, importaram-no com a forma de fétiche, que foi reimportada por nós no séc. 19, com o sentido de "objeto ao qual se atribui um valor sobrenatural" ou "objeto ou parte do corpo em que certos indivíduos vão buscar excitação erótica" (há fetichistas fixados em sapatos, em roupas íntimas, em pés, etc.).