Superstição

Origem da palavra superstio

Vem de superstitionem (acusativo de superstitio), vocábulo latino cuja origem até hoje é controvertida, embora seja consenso de que o elemento super ("acima") refere-se aos poderes que estão acima dos simples mortais. Para Cícero, o grande orador romano, o termo designa um temor exagerado do homem diante da divindade, idéia compartilhada pelos apóstolos do Cristianismo, que consideravam a superstição uma forma condenável de religiosidade excessiva, tão equivocada quanto o seu oposto, o ateísmo. O crente supersticioso passa a se preocupar com detalhes absolutamente supérfluos, enxergando a intervenção divina em acontecimentos casuais ou em fatos tão sem importância como passar debaixo de uma escada aberta ou sair da cama com o pé errado.