Amável

Origem da palavra amvel

do latim amabile, declinação de amabilis, amável, digno de amor, agradável, que demonstra delicadeza e simpatia em falas, gestos, comportamentos. Aparece nestes versos do Soneto XVIII, de William Shakespeare (1564-1616): "Como hei de comparar-te a um dia de verão?/ És mais equilibrado, és muito mais amável:/ Em maio os vendavais ternos botões fustigam,/ Em brevíssimo tempo o verão nos consome".